Sobre o Rafeiro Indiano

Março 16, 2009

Li p’raí pixéis com fartura sobre o rafeiro da favela, uma floresta processada deve ter sido ocupada com os caracteres de encómio, com o vómito feito verbo, com a indiferença snob, e ninguém, nenhum destes tipos atentos, chama a atenção para o que realmente interessa: a rua das putas de Mumbai chama-se Pila Street, o que pode ter a ver com uns certos marmanjos que por lá andaram há séculos, e que depois de um oceano de seca bem precisavam de uma street inteira para a satisfazer. Claro que se o Ruca tivesse escrito sobre a película tinha anotado isto, é mesmo a zona dele. Que é como quem diz, a cona dele.

Gostava de deixar aqui também uma nota para os mais distraídos: não sei se repararam que na cena em que o irmão do protagonista deixa sair a moça bonita da casa do monhé mauzão, a verosimilhança saiu a correr atrás, e nunca mais foi vista até ao fim do filme.

Anúncios

2 Responses to “Sobre o Rafeiro Indiano”

  1. Tomás Says:

    por falar em verosilmilhança, qualquer dia tenho de estudar estatistica lol
    gostei muito sim senhor

  2. Tomás Says:

    é tb digno de nota que todo o negócio da Pila street foi conseguido através da liquidação de obrigações seleccionados pelo método pro rata (economist joke ahaha)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: